Notícias

UMA VITÓRIA CONTRA A PERSEGUIÇÃO E O ASSÉDIO MORAL

15/03/18

 

Como é de conhecimento público, no final de 2016 fui demitido politicamente da Caixa Econômica Federal, em função de uma escalada de assédio e perseguição ao meu ativismo político e sindical.

l para me manter suspenso e sem salário enquanto processo não fosse julgado.

Mas, a sanha em me manter demitido imediatamente "mudou" em janeiro desde ano.

Porque não é uma questão de me querer ou não nos seus quadros, mas uma decisão política: teriam que ser eles a me demitir e não eu, pois este é o critério para servir de exemplo a todos os empregados que lutam, que se organizam e se mobilizam.

Hoje chegou o fim da linha para eles. O juiz da 4ª vara do Trabalho de Natal acatou pedido de tutela de urgência e determinou a baixa na minha Carteira de Trabalho com a data do meu pedido de demissão (22/01/2018), com validade até o julgamento final do processo.

Esta vitória é resultado certamente de muita luta, da ampla campanha de denúncias que sindicatos, movimentos, partidos e mandatos de esquerda fizeram.

Porque não vamos aceitar impunemente a perseguição e o assédio. Não vamos aceitar nenhuma vida a menos, nenhuma hora a mais de sono em claro pelos efeitos devastadores que os patrões e seus capatazes impõem aos nossos.

<p 6px="" 0px;="" font-family:="" inherit;"=""> AVANTE!

 


LUTA BANCÁRIA

Mais revistas