Notícias

Bradesco persegue funcionários do HSBC com advertências

07/03/16

Após a compra do HSBC pelo Bradesco, o fantasma da demissão está pairando no ar das agências. O Bradesco, atual responsável pelo banco britânico no Brasil, não vai pagar a PLR nem a PRR aos bancários do HSBC. Além da falta de funcionários, a pressão aumenta cada vez mais. O banco está advertindo por escrito todos os funcionários que, por ventura, batam ponto de forma errada: seja na entrada, na saída do almoço, no retorno ou na saída do expediente. O esquema descarado do banco acontece da seguinte forma: digamos que um bancário tirou intervalo e voltou 3 minutos antes do tempo estimado. Para ele entrar ou sair do ponto novamente, ele tem que pedir autorização ao gestor, que logo em seguida vai pedir autorização da regional, gerando automaticamente uma advertência por escrito que eles chamam de “Carta de Orientação”. Se errar de novo, vai ter uma advertência – propriamente dita. E se errar mais uma vez? Vai ser demitido?

Acreditamos que o banco está querendo encontrar qualquer motivo para perseguir e demitir os funcionários.

Nossa orientação: se não cometeu uma falta grave, NÃO assine advertência! Procure orientação do Sindicato dos Bancários e dos advogados, pois tudo isso é uma prática extremamente abusiva!

Os diretores Letto, Well e Eduardo estiveram no HSBC, Ag. Centro, e conversaram com os gestores da agência, onde alguns funcionários já assinaram essa carta de orientação. Os gestores vão repassar essa denúncia para a regional. E nós do SEEB-RN também vamos tomar as devidas providências para denunciar aos órgãos como a SRTE e MPT.
 


LUTA BANCÁRIA

Mais revistas