Notícias

Protesto veemente contra a festa promovida às expensas dos participantes da FUNCEF! ULTRAJE!

17/12/15

Ilmo. Senhor Joaquim Lima
Presidente do Conselho Deliberativo da FUNCEF

Prezado Senhor,

Recebemos notícia de que uma festa de arromba Funcef fechará o dramático ano de 2015, cujo déficit , até o momento, está maior que os 3 anos anteriores, juntos. A tal festa de arromba, como denominada nas redes sociais, será no dia 18, próxima sexta-feira, no Edf. Corporate na área de eventos. De pronto, é bom esclarecer logo que nada temos contra à realização de festas natalinas ou outros eventos. Entretanto, diante da situação que a Funcef vem atravessando, além do momento não ser favorável, com poderão justificar o pagamento de uma festança, quando atravessamos uma situação deficitária tão expressiva ? Qual a justificativa que têm para nos apresentar que permita crer que não será uma festa caríssima, quando não podemos gastar sequer dez reais ? Com três déficits acumulados, mais o déficit de 2015, que somados no final do mês de dezembro, tudo indica que ultrapassará a marca de R$ 13 bilhões – é dinheiro demais Sr Presidente e não se esqueça: ESSE DINHEIRO É NOSSO . É claro que a conta recairá nos nossos ombros, sem que tenhamos dado causa a esse estrondoso déficit – a propósito o que tem feito o Sr que até o momento, ainda, não abriu os competentes processos de apuração de responsabilidade, visando identificar os que deram causa aos déficits, uma vez conhecidos deverão merecer a reprimenda que o caso requer. Não podemos aceitar mansos, inertes e pacificamente que a Funcef realize uma festa de fim de ano, para o seu corpo funcional , enquanto nós aposentados estamos contando trocados para pagar as contas do mês. Não e não ! E não vamos admitir mais gastos exorbitantes com uma festa que começará as 18horas, sem hora para terminar, com sorteios de hospedagens nos hotéis da Funcef, ( nos quais jamais chegaremos a nos hospedar, por fugirem ao nosso padrão financeiro ), tem mais Sr Presidente, soubemos que será uma grande festa com DJ, muita comilança e chope a vontade. Causa revolta saber que essa festança de arromba vai acontecer por capricho de um Presidente, cuja gestão foi desastrosa . Parece até estar fazendo uma despedida. Será que não bastaram todos esses quatro anos de déficit ? Será que até na hora que pretende deixar a Funcef quer sangrar o último centavo ? REVOLTANTE . Não aceitamos que o Presidente da Funcef pague essa festa de arromba com os nossos minguados recursos, por se caracterizar grande afronta , desrespeito e um abuso à nossa paciência. Diante da má gestão, dos investimentos mal feitos, tudo leva a crer que muito breve a nossa situação se assemelhará a do AERUS. Sempre trabalhamos e contribuímos para a Funcef, visando garantir uma aposentadoria segura. Seria ousadia querer prever por quanto tempo, ainda, receberemos a complementação da aposentadoria? Sr Joaquim, pise no freio da Funcef, tome as rédeas e corte as despesas, não permita que gastem a torto e a direito, apenas para satisfazer um capricho e fazer de conta que está tudo maravilhoso e não está todos sabem que a realidade é assustadora – vamos morrer e não pagaremos o déficit. Portanto, se o Presidente da Funcef quer fazer festa optando por aparecer para os seus funcionários, que trate de pagar com recursos próprios. Chega às raias do abuso tomar conhecimento de que estão contratando decoração, Buffet, torres de chope, DJ – quanto está custando essa brincadeira? O que dizer dos sorteios de diárias nos hotéis e resorts da Funcef, aluguel do espaço para o evento , mesmo sabendo que os hotéis, resorts e o espaço aonde será o evento são da Funcef, porém nada disso é de graça – tudo tem custo e é alto. Sr Joaquim Lima é nosso direito saber de onde estão saindo os recursos para a realização dessa festa de arromba. A propósito: queremos saber se tiveram o cuidado de fazer tomada de preços, com pelo menos três propostas, para a contratação dos serviços de Buffet, torres de chope, DJ ? Exigimos explicações e que sejam divulgadas no site da Funcef , sem enrolação. Exigimos também, que acompanhados dos orçamentos a Funcef, também divulgue a decisão da diretoria que “aprovou” a realização desse evento. Vale dizer que não estamos exigindo nada além do direito que todo Participante da Fundação tem : o orçamento destinado à essa festa, acompanhado da decisão da diretoria que “aprovou” a utilização dos recursos para o evento. Além do mais, também deverão ser exibidos os todos os comprovantes das despesas. Parafraseando (o Cônsul Romano Marco Túlio Cícero, pronunciado em 63 a.C., atualíssimo hoje ): declaradas em pleno senado romano, nada mais atual que citar as suas palavras : "Até quando, Catilina, abusarás da nossa paciência? Por quanto tempo a tua loucura há de zombar de nós? A que extremos se há de precipitar a tua desenfreada audácia? “ Exigimos consistentes e imediatas providências dessa Presidência. NÃO À FESTA DE ARROMBA


LUTA BANCÁRIA

Mais revistas