Notícias

Reforma da agência potiguar se arrasta e expõe bancários a condições insalubres

04/10/17
A agência Potiguar do Banco do Brasil vem passando por uma reforma há algumas semanas. Inicialmente o setor dos caixas foi fechado e os funcionários transferidos para outras agências durante cerca de 20 dias. 
Ainda faltando a pintura e instalação dos aparelhos de ar condicionado os caixas foram trazidos de volta à agência e trabalharam dessa maneira por uns dias, sendo que a situação piorou mesmo há duas semanas, quando foi iniciada a quebra do piso do Serviço de Autoatendimento sob a alegação de que ele ‘‘estaria descolando’’.
A quebradeira ocorre por partes e incomoda a todos. Na semana passada começou a colocação de cimento para o novo piso, o que fez com que aumentassem ainda mais a poeira e o barulho.
As condições dos trabalhadores está extremamente insalubre. A empresa contratada trabalha no mesmo turno que os bancários.
O Banco deveria transferir o funcionamento da agência durante a reforma, já que não o fez, poderia, ao menos, fazer com que a empresa contratada trabalhasse à noite ou nos finais de semana. O que não pode continuar ocorrendo é a exposição dos trabalhadores.

LUTA BANCÁRIA

Mais revistas