Notícias

Bradesco demitiu mais de 5% do seu quadro funcional em apenas um ano no RN

23/11/21

O Sindicato dos Bancários do RN realizou Ato Público na manhã desta terça-feira, 23, em frente a agência do Bradesco Centro, denunciando a série de demissões que o banco vem realizando nos últimos meses.

O Bradesco superou até mesmo as previsões do mercado e teve um crescimento de 58,5% no lucro na base anual e 11,3% frente ao segundo trimestre. O lucro nos primeiros três meses foi de R$ 6,5 bilhões, alta de 73,6% em relação ao primeiro trimestre de 2020; e no segundo trimestre foi de R$ 6,319 bilhões, alta de 63,2% em doze meses.

O crescimento do lucro tem forte relação com dois fatores: a redução de postos de trabalho e de agências bancárias, que foram substituídas por agência de negócios, com menor número de funcionários. Somente no RN, foram 24 bancários demitidos em 2021, mais de 6% do quadro funcional no estado. Trabalhadores e familiares adoecidos e reduzidos a números.

A extinção de vagas de emprego no Bradesco é ainda mais injusta quando comparamos a receita de prestação de serviços e tarifas do banco - que cresceu 3,4% em doze meses, totalizando R$ 13,344 bilhões - com as despesas de pessoal (considerando a PLR), que somaram R$ 9,632 bilhões. Ou seja, apenas com o que arrecada das tarifas cobradas dos clientes, o Bradesco cobre toda sua folha de pagamento em 138,5%.

Não iremos aceitar que mesmo com pandemia e crise econômica o Bradesco continue lucrando a custa do desemprego e do assédio.

 


LUTA BANCÁRIA

Mais revistas